segunda-feira, 25 de abril de 2016

As mentiras que nos contam...

Imagem daqui

Disseram que nós tínhamos que seguir alguns padrões que eles chamam de certos. Disseram qual era nosso corpo ideal, o tipo certo de corte para o meu tipo de rosto e qual roupa combinava com meu tipo de corpo... Nos pediram para andar todos em linha reta, uniformizados e com a mesma atitude. Nos disseram que deveríamos ouvir um determinado tipo de música, gostar apenas de um tipo de comida e consumir apenas o que era tendência.

Eles tentam nos colocar dentro de caixas com rótulos para que a gente acredite que é apenas aquilo ali e não pode nunca ser mais, nunca sair da caixa. Eles nos calam e aprisionam. Derrubam nossa auto-estima com tantas regras que só eles conhecem e nos fazem acreditar que devemos seguir toda aquela receita sobre como ser alguém de sucesso.

Eles nos dizem que se nós emagrecermos ficaremos lindas quando na verdade nós já somos lindas. Dizem que não podemos comer aquela pizza com os amigos porque iremos engordar e ninguém merece sair da dieta por causa de um momento feliz com amigos uma pizza e nos fazem acreditar que estão falando sobre saúde quando na verdade é só mais um pouco daquele discurso sobre padrão de beleza. Falaram que se nós não tivermos esse ou aquele objeto não seremos felizes. Mas que só poderemos ter se for apropriado para nosso "estilo", caso contrário não irá combinar, será... Como chamam? Brega? Fora de moda? Não sei mais qual a última palavra que inventaram...

Nos separam por categorias como se fôssemos objetos. Nos dizem o que comprar, o que comer, o que vestir e pra onde ir. Nos falam até quem deve lavar a louça após o jantar, nos tirando todo e qualquer direito de escolher... Nos mandam para as clinicas de cirurgias estéticas, para o salão de cabeleireiro e para o shopping para mudarmos nossa casca enquanto tentam mudar nossa essência com mais e mais mentiras sobre o que DEVERÍAMOS ser. E se pararmos para pensar com calma (o que eles não querem de forma alguma) vamos descobrir que nunca vai estar bom o suficiente, que o padrão é inalcançável e vamos sempre estar fora dele não importa quanto esforço a gente faça.

Nos fizeram acreditar que devemos viver em constante guerra com o mundo para provar que somos melhores que os outros quando na verdade ninguém precisa ser melhor que ninguém. Podemos nos destacar por várias coisas, aquelas que são particularidades da nossa personalidade, mas todos têm pontos fortes, e por sermos diferentes não precisamos viver nessa disputa sem sentido o tempo todo, dá pra viver em paz, sério!

Eles disseram que nós tínhamos de fazer muito esforço para nos encaixar em algum padrão, grupo ou categoria, mesmo que isso nos tranforme em algo que nós não somos, mas não é verdade. Não somos Matrioskas que precisam ser encaixadas uma dentro da outra. Não precisamos nos encaixar em nada, porque quando compramos essa idéia, estamos apenas nos enfiando dentro de uma casca de coisas que por mais que pareça com a gente, é só um monte de mentiras que distancia quem somos de verdade da vida que poderíamos ter, caso não estivéssemos perdidos no meio de tantos padrões.


Nós não devemos ser nada diferente daquilo que pede nosso coração. Não devemos fazer nada diferente daquilo que é nosso propósito. Se nossas obrigações legais (sim, as previstas por lei) estiverem em dia, ninguém tem o direito de tentar impor nenhuma regra sobre quem devemos ser. Podemos e devemos consumir o que queremos e como quisermos se for o que faz nosso coração feliz. Podemos fazer tudo o que quisermos independente se isso for cool ou não. Somos livres e cada um de nós é maravilhoso ao seu modo então se tentarem nos dizer o contrário é só mais alguma mentira que estão nos contando. 



Este texto faz parte da blogagem coletiva do Projeto Escrita Criativa que reúne escritores e blogueiros. É meu primeiro texto para o projeto. O tema para Abril é "As mentiras que nos contam".



Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

7 comentários:

  1. Texto sensacional, que serve não só para as mulheres, sempre aprisionadas por padrões de beleza e conduta, mas para toda pessoa que deseja liberdade. E liberdade é meio caminho andado para a felicidade. Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!
      Realmente eu escrevi para todos. As mulheres sofrem com a imposição a determinados padrões, mas como seres humanos todos sofremos. Não é fácil nos libertar disso, mas precisamos tentar sempre!
      Um abraço.

      Excluir
  2. Texto simplesmente maravilhoso! Realmente a nossa vida inteira somos preenchidos com essas mentiras que nos impõem, o jeito é aprender a descobri-las e sermos felizes da maneira que quisermos.

    Beijos, Ayumi Teruya.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Ayumi, não é fácil lutar contra isso. Mas temos que nos ajudar, porque muitas vezes nós mesmos já fomos eles querendo impor a alguém um determinado comportamento baseado somente na nossa opinião. Precisamos nos conhecer, nos amar e apoiar uns aos outros sempre!
      Um beijo!

      Excluir
  3. Esse texto deveria virar um manifesto de tão lindo! Tem uma frase americana que diz o seguinte: eu costumava a ouvir a opiniões das pessoas ao meu respeito, até que um dia tentei pagar minhas contas com opiniões e não deu certo.

    Beijos!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...