domingo, 29 de maio de 2016

Sobre solicitação de Visto Americano

Se você chegou agora, este post faz parte do planejamento da minha viagem que estou diidindo aqui no blog. Como já foi dito, após escolher o mês da viagem iniciei uma das partes essênciais do planejamento de uma primeira viagem para os Estados Unidos que é a documentação. Eu já contei sobre emissão de passaporte aqui e a etapa seguinte é a solicitação do visto que é o assunto de hoje.


O Visto nada mais é do que uma autorização para entrada em um determinado país por um tempo pré-estabelecido. Nem todos os países exigem visto para turistas, porém os Estados Unidos exigem visto para os brasileiros que desejam cruzar a fronteira. Vale pesquisar antes de fazer qualquer viagem se o país que você deseja visitar exige visto. O Ministério das Relações Externas do Brasil traz uma lista com os países que exigem visto aos turistas brasileiros. E existem diferentes tipos de vistos que vão indicar qual o motivo da sua viagem. No meu caso, o visto solicitado foi o de não imigrante para turismo. Aqui você pode ler mais sobre cada um dos vistos para não-imigrantes.

Para fazer a solicitação do visto, é necessário preencher o formulário DS-160, onde você já seleciona a cidade onde irá realizar sua entrevista. Esse formulário é um questionário onde você informa dados pessoais, fala do seu emprego, etc. Quando eu solicitei meu visto contratei um despachante para fazer o preenchimento do formulário porque eu estava meio sem tempo e com preguiça (shame on me). Porém muita gente diz que é tranquilo preencher sozinho, além da economia dos honorários do despachate. Não me arrependi de ter contratado o serviço, porém dá sim para fazer sozinho, é só prestar atenção e se informar. Então eu preenchi um questionário que o despachante me enviou e ele fez o preenchimento e cadastro no site da Embaixada Americana.

O formulário DS-160 está em inglês, porém posicionando o cursor do mouse sobre a pergunta ele mostra a tradução. Caso você pretenda fazer esse procedimento sozinho, não esqueça de salvar as informações a cada etapa, para caso ocorra alguma falha você não perca tudo que já fez. Também é importante preencher as informações como elas constam nos documentos.

Após o preenchimento é gerada um boleto com a taxa MRV no valor de 160 dólares, que é convertido para a cotação do dia (no meu caso paguei aproximadamente R$650 em fevereiro de 2016), você também pode pagar no cartão de crédito, o que já adianta para a marcação da entrevista que só será realizada quando o pagamento for identificado pelo sistema.

Depois de pagar, você agenda a entrevista no consulado e a visita ao CASV (Centro de Apoio ao Solicitante de Visto). Embora você vá agendar primeiro a data da entrevista no consulado, você deve marcar a visita ao CASV em data anterior, pois é necessário tirar a foto e fazer a coleta de impressões digitais antes da entrevista. Parece confuso, mas não é!

Eu fui ao CASV da Vila Mariana em São Paulo. A orientação é não portar aparelhos eletrônicos e nem bolsas grandes, porém eu (MINHA EXPERIÊNCIA, ok?) mostrei ao segurança que o celular entraria desligado e ele autorizou minha entrada. No CASV, como eu já disse é feita a foto digital e coleta de digitais e para esta etapa você deve levar a confirmação do DS-160 que você imprime após concluir preenchimento do mesmo e seu passaporte válido e, caso você tenha, o passaporte antigo com o visto. O atendimento lá foi bem rápido e tranquilo.

No dia seguinte eu fui fazer a entrevista no Consulado de São Paulo. Aqui já não é permitido entrar com bolsa grande e nem eletrônicos, porém, há diversos guarda-volumes próximos ao local que cobram entre RS5 e R$10 para você deixar seus pertences. Eu entrei no consulado apenas com a pasta com meus documentos. Ficou tudo no guarda-volumes. No dia que eu fui estava bem tranquilo na hora que cheguei, depois começou a encher, mas eu consegui entrar com uns 50 minutos de antecedência.

Para o consulado deve-se levar:

  • Passaporte válido;
  • Passaporte antigo com visto (caso possua);
  • Qualquer outro documento que você ache necessário para comprovação de vínculos.
A Embaixada dos Estados Unidos espera que você tenha vínculos com o Brasil que signifiquem que você vá voltar, portanto eles podem solicitar algum documento na hora da entrevista. Os documentos recomendados são:

  • 3 últimos holerites
  • Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física
  • Extrato da conta bancária do último mês
  • Matrícula ou pagamento da escola do último mês caso estude
  • Carta de Custeio (caso outra pessoa vá arcar com os custos da sua viagem)
  • Escritura de imóveis, documento de veículos
  • Contrato Social (se for empregador)
  • Declaração de pró-labore do contador (se for empregador)
  • Livro de Regristro de empregados (se for empregador)
  • Inscrição da prefeitura (se for autônomo)
  • Contrato de prestação de serviços (caso seja autônomo)
Como não estudo, não tenho imóveis ou veículo, levei apenas os holerites, extratos do banco, faturas do cartão de crédito, declaração do IR e documentos pessoais (CTPS, RG, CPF, etc).

Durante a entrevista que caso você não saiba ocorre numa espécie de cabine (parece uma bilheteria com um vidro separando você do agente consular), o entrevistador faz perguntas com base nas informações que você colocou no DS-160, por isso é de extrema importância NÃO MENTIR, porque eles sabem e ai você vai ter seu visto negado. No meu caso, as perguntas foram:
Para onde eu ia e com quem. E quando respondi que sozinha ela perguntou por que eu ia sozinha. Depois ela perguntou se eu já tinha viajado para o exterior e eu respondi que não. Então vieram as perguntas sobre renda e emprego. Ela perguntou o que eu fazia, o que era a empresa que eu trabalho e qual minha renda. Como eu não havia declarado renda no formulário ela pediu para ver minha declaração do IR e ai visto concedido.

É normal ficarmos nervosos, por ser algo importante para nós e que normalmente envolve sonhos. Mas além da dica de não mentir nem no formulário e nem na entrevista, posso dizer que com isso sua chance já é maior. Organize seus documentos em uma pasta, eu usei uma sanfonada, pois consegui organizar tudo nas divisórias e caso precisasse seria mais fácil para encontrar o que a entrevistadora pedisse e foi ótimo, já que quando ela pediu o IR eu já sabia onde estava. Outra coisa importante é manter a calma por mais difícil que seja e não ficar falando muito, responda somente o que for perguntado, assim é mais difícil de se enrolar e falar algo que gere novas perguntas.
Uma outra informação importante é que a própria Embaixada recomenda que você primeiro solicite o visto antes de comprar passagens e outros ítens da viagem.

Vou deixar um link onde você pode encontrar as orientações da Embaixada Americana para solicitação de visto de não-imigrante, pois embora eu tenha contado minha experiência nessa postagem é importante que você consulte sempre as informações oficiais antes de solicitar seu visto.

Alguma dúvida sobre esse assunto? Tem algum outro assunto sobre o qual vocês querem saber? 

Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

12 comentários:

  1. Olar! Nossa que bacana, tu vai para EUA, morro de vontade de ir para lá, principalmente Los Angeles, morro de amores por lá. Para viajar realmente é uma loucuro, fora o trabalho do passaporte tem essa do visto. Uma vez pesquisei sobre como tirar o visto e tals ( assim como seu post está bem informativo) eu fiquei perdidona, é muita coisa mana, nossa USHUSHUHU. Mas apesar de tudo isso, eu tenho certeza que no final vale toda a pena. Sou nova no teu blog e to seguindo, quero acompanhar essa sua viajem. Te convido para visitar o meu, quem sabe tu gosta, não é?
    BEIJUU!

    http://devaneiosbm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marieli, bem vinda!
      Dá um pouco de trabalho sim, mas conforme tudo vai se acertando a sensação é super gostosa! Se você tem vontade, vai se planejando e vai sim, nada como realizar um sonho! :D

      Um beijo!

      Excluir
  2. Olá , você está tirando várias dúvidas que eu já tinha, no momento certo, vou precisar dessas matérias. Vou ficar acompanhando sua viagem.
    Abraços!
    http://umlivroabertoig.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por estar ajudando, Christian! Qualquer dúvida pode perguntar! Se eu puder responder, vou ficar muito feliz!

      Um beijo!

      Excluir
  3. Eu achava que estava mais de boa para tirar o visto, mas minha amiga foi tentar tirar e teve o visto rejeitado, fiquei em choque.
    Cara, amo o eua, sou apaixonada. Já fui para o Havaí, Orlando e Miami, e quero conhecer as cidades da Califórnia.

    Eu fiquei bem nervosa na hora de tirar o meu visto, mas foi super de boa, acho que depende muito da pessoa que for te entrevista, tem gente mal humorada.

    Beijos, http://loveiscolorful.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que pena que o visto da sua amiga tenha sido rejeitado! Tomara que ela consiga o visto na próxima tentativa!


      Então, acredito que juntando aos fatores que são avaliados por eles, um entrevistador bem humorado deixa a gente mais a vontade mesmo, o que diminui a chance de falarmos bobagem hahaha.


      Um beijo!

      Excluir
  4. Nossa quanta coisa pedem eu nunca fui para EUA, mas não imaginei que pedisse tantas coisas para os Brasileiros, como estou casada com espanhol e moro na Espanha pelo menos aqui é mais fácil pedir..Lindona você ainda não faz parte da nossa plataforma de bloggers, da uma olhada la..
    https://petitluxo.com/2016/05/25/duvidas-feedhi-brasil/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade os documentos adicionais podem ser solicitados na hora, como podem não ser, a gente leva por precaução. Imagino que na Europa seja mais simples mesmo...

      Vou olhar sim. Obrigada!

      Excluir
  5. Meu visto foi negado por que sou professora do Estado e não declaro IR por que ganho menos do que o declarável. Nunca fiquei tão magoada do que lá.
    Bom, algumas coisas acontecem por motivos lindos e agora estou na Finlândia <3
    | A Bela, não a Fera| | Compro e Vendo em Bazar de Roupas online|| FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que triste! Mas nem o emprego público ajudou? :(
      Ainda bem que você encontrou outro lugar para ir e pode sair para descobrir o mundo. Como está na Finlândia?

      Um beijo!

      Excluir
  6. Oi Aline, tudo bem?
    Acho incrível os seus posts, eles tiram muitas dúvidas.
    Eu não sabia nada sobre a solicitação do visto, caso algum dia eu for fazer, já vou ter uma noção.
    Com certeza é normal ficar nervoso, eu ficaria muito, sem dúvidas kk.
    Beijos ♥
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline,
      Que bom que você gosta e te ajuda de alguma forma, a intenção aqui é contribuir sempre!
      E se precisar de ajuda com alguma coisa pode perguntar, no que eu puder ajudar, vou fazer e ficar feliz!

      Aaah, nem fala de nervoso, foi uma loucura. Depois só faltei sair correndo pra eles não mudarem de idéia hahaha.

      Um beijo!!

      Excluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...