[ #SEXTADOBLOG ] Minha história na blogosfera

Eu tenho uma história com blogs que começou em 2003, aos 13 anos. Quando isso aqui ainda era mato. São 17 anos entre idas e vindas, tempos sem blog, tempos com blogs sem atualização, mais de um blog simultaneamente, entre outras situações... Decidi dividir minha trajetória com vocês aqui pra iniciar os trabalhos da blogagem coletiva que vou participar nesse mês de agosto que também é o mês do blog.

Photo by Anete Lūsiņa on Unsplash


Meu primeiro blog se chamava Bruxinha Line (tinha alguma moda com esse negócio de bruxinhas naquela época, eu juro) e como eu gostaria de não ter excluído essa preciosidade aqui das internet. Porque era um blog completamente aleatório onde eu postava desde letra de música (que eu copiava de outros sites) até relatos da vida escolar de uma pré-adolescente apaixonada. Eu lembro que eu tratava o blog como um diário mesmo. E foi aí que eu, que já gostava de escrever, comecei a buscar melhorar minha escrita.

Depois desse eu tive alguns outros blogs, teve o Bonequinha de Pano, que eu tenho pouquíssimas lembranças e o Puffy Dreams... Que foram blogs que nasceram numa época em que eu estava aprendendo html e alguma coisa de photoshop. Eles tinham uns layouts bem peculiares feitos por mim. E o conteúdo ainda era bem diarinho mesmo. Não me lembro, mas acredito que foi na época do Puffy Dreams que eu comecei a fazer amigos aqui na blogosfera. Inclusive uma dessas amizades eu tenho até hoje e me deu uma afilhada <3. Era uma época de brincar bastante com a escrita e só desabafar em páginas com cursores diferentes, música de fundo (vocês pegaram essa época em que a gente abria um blog e tocava uma música? Ai GABI, só quem viveu sabe...), muitos gifs e links com efeito...

Aos 20 anos, eu já não via mais sentido no Puffy Dreams que já estava abandonado há algum tempo, mas queria voltar a escrever na internet, então criei o Pisando em Nuvens que acho que foi meu primeiro blog no blogspot. Os outros eram no weblogger. Eu amava o Pisando em Nuvens. Ele ainda tinha essa cara de diarinho, mas eu já comecei a escrever alguns outros textos nele, aqui eu utilizava os próprios temas do blogger, só personalizando o banner e as cores das fontes, links, etc. Esse blog durou menos do que eu gostaria porque aconteceram coisas na vida que me fizeram torná-lo privado em 2012 e então hoje só eu tenho acesso. Mas vou mostrar a última carinha que ele teve. Nessa época eu ainda não tinha muita noção sobre imagens de uso livre, então por mais que eu desse os créditos, ainda acho que não estava fazendo corretamente.

A última carinha do Pisando em Nuvens


No início de 2011, eu criei um blog chamado Do Lado de Lá, com a intenção de postar textos um pouco mais sensíveis, era meio como "um lado B". Mantive os 2 blogs porque eu me sentia bem dividindo os assuntos. Agora lendo algumas coisas no blog eu me orgulhei da minha escrita naquela época. Foi mais um blog que foi sendo deixado de lado aos pouquinhos até que eu parei de postar nele em 2014. Era um blog com um tema simples do blogger em que o foco era apenas escrever mesmo. Mas foi bem importante pra mim na época.

Em dezembro de 2014 veio o Chá de Idéias. Mais um blog sem muita firula no design, mas que, assim como o Do Lado de Lá, trazia bastante carga emocional nas postagem. Durou pouco, escrevi pouco nele, mas foi um cantinho onde pude desabafar também e me manter escrevendo. A última postagem dele é de Outubro de 2015.

A questão é que não consigo ficar sem blog. Só que precisava de uma casa nova, porque era uma pessoa nova. E foi assim que em fevereiro de 2016 nasceu o Inventando Assunto. Ele passa por umas fases de quase abandono, mas eu não consigo deixar de voltar aqui. Sem um nicho definido, sem um assunto específico, ele é meu lugar de falar de tudo. O que dói, o que faz sorrir, o que aconteceu... E gosto que seja assim porque fica algo que parece comigo, já que eu não conseguiria falar de uma única coisa. Foi quando criei este blog que ganhei mais uma amiga. A Fer.

Nesse tempo todo, nunca ganhei dinheiro com o blog, mas ganhei amigos, melhorei minha escrita e também me conheci melhor. Escrever tem um sentido muito importante na minha vida e eu gosto de poder compartilhar algumas coisas com as pessoas que as vezes passam por aqui. Além de agora eu ter um histórico de tudo isso com os blogs que estão desativados também. Sei que com a quantidade de mídias disponíveis, os blogs acabam, muitas vezes, sendo esquecidos... Mas para quem está produzindo conteúdo, esse espaço é valioso.

Qual sua história na blogosfera? Você escreve? É só leitor? Vamos conversar nos comentários?

 
Esse post faz parte da blogagem coletiva Sexta do Blog em homenagem ao dia do blog em 31/08. Reunimos 11 blogs que irão publicar todas as sextas feiras de agosto falando sobre blogs e assuntos relacionados. Segue a lista com os participantes:
 
Adriel Christian - Não me Venha com Desculpa
Ayumi Teruya - Pandinando
Luly Lage - Sweet Luly
Fernanda Rodrigues - Algumas Observações
Fernanda N - Confabulando
Carol Justo - Justo Eu
Camila -  Camila por Ai
Ane Venâncio - Profano Feminino
Thami Sgalbieiro - Like Paradise
Mariana Velloso - To Pronta!

Comentários

  1. ai que post lindooo *-*

    ai menina, aqueles blogs cheio de detalhes na tela, com brilho caindo e música tocando era meu maior pesadelo kkkk eu queria ter um assim, mas toda vez que abria um era um susto diferente kkkkkkkk

    eu tive tantos blogs, mas como pra mim o acesso a internet era muito raro eu sempre abandonei, sem contar que eu sempre esquecia a senha de todos kkkk eu cheguei a ter um blog de disponibilizar fotos para fakes (huaushaushauhs)

    enquanto existir a plataforma blog a gente vai resistir e continuar aqui 💖

    Carol Justo | Pink is not Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, pois é. Era um pesadelo, mas a gente queria. E os cursores personalizados?? Lembro também das caixas de aviso quando entrava nos blogs, eu queria colocar tudo aquilo e as páginas ficavam pesaaaaaadas.... A gente que usava internet discada sofria...

      Pois é... Não consigo ficar sem blog não...

      Um beijo <3

      Excluir
  2. Eu adoro saber o que leva as pessoas a criar um blog e toda a trajetória delas. Criei o meu primeiro blog aos 12 anos, depois apaguei e tive outro depois que foi muito importante pra mim. E ai, depois de anos sem blog resolvi voltar com um novo. Acho engraçado que a gente não consegue ficar sem um cantinho na blogosfera, né? Ansiosa para ler os próximos posts!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Jaque.
      Não dá pra ficar longe desse lugar não. Acredito que uma vez que a gente se identifica com os blogs, eles passam a ser parte do nosso mundo. Ficar sem faz parecer que falta um pedacinho nosso.

      Um beijo <3

      Excluir
  3. Assim como você comecei o blog lá por 2002/2003. Um dos primeiro blogs que tive foi em uma plataforma do próprio msn e outro na uol, não sei se vc chegou a usar. Em algum momento surgiu os Fotologs da vida, o Orkut e acabei deixando os blogs de lado só retornando em 2010 com meu atual blog.

    É legal pode conhecer a história de outras pessoas, que ainda que diferente é parecida com a nossa. Dá aquela sensação de não estarmos sozinhas e nossos momentos de nostalgia da antiga blogosfera não é a toa.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você usou o My Space? Eu cheguei a criar, mas não me adaptei. Esqueci de comentar no post os tumblr que em algum momento também foram mini blogs.

      Do pessoal da nossa época, acredito que as histórias sejam semelhantes. Eu adoro esse tipo de post porque a gente se identifica bastante sempre.

      Um beijo <3

      Excluir
  4. Oi, Aline! Que lindo poder conhecer mais da sua trajetória na blogosfera.
    Também é muito legal ver como os nossos blogs vão fazendo metamorfose junto com a gente, afinal, todo blog é algo que sai de dentro da gente. Adorei o post!
    Beijos,
    Ayumi Teruya.

    ResponderExcluir
  5. gente, músicas no blog e cursor animado era tudo!!! vivi essa fase, mas não tive blog na época. só curtia ler e ver resumos de novelas na internet.

    aliás, uma coisa que me motivou a ter o meu é que tinha famosos da Globo com blog dentro do portal da Globo.com, então eu tbm queria ter o meu diário virtual. 😂😂

    quem nasceu pra ser blogger é assim mesmo. a gente pode ter mil blogs, mas sempre se sentirá mais confortável escurecendo nesses cantinhos. 💗


    bjs!
    Não me venha com desculpas - Adriel Christian

    ResponderExcluir
  6. Lembro até hoje do nome do meu blog, ele se chamava Legally Thata por causa do filme Legally Blonde (Legalmente Loira) que eu tinha visto e adorado, hahahaha! Eu lembro dessa moda das bruxinhas e eu amava assistir as W.I.T.C.H., então entendo. Eu publicava também letra de música, relatos da vida escolar e as Dolls que eu fazia naquele site da Lia Camargo, hahahaha! Depois disso fui criando vários outros também, mas sempre ia apagando. Me arrependo de ter apagado os antigos, só bastaria eu arquivar né? Hahaha! Mas naquela época acho que não existia essa opção. Que legal saber que uma das suas amizades que saiu da blogosfera te deu uma afilhada *-* achei isso super legal! Amava entrar nos blogs com músicas, porque sempre conhecia música nova ali. Todo na estética da Branca de Neve!!! Essas colagens estão voltando a moda também! Nossa, te entendo nisso de se dividir com os blogs por causa dos assuntos. Também cheguei a criar um blog só pra postar meus textos e tinha deixado o Like Paradise pra publicar só meus posts relacionados a moda (???) era uma loucura. Até hoje me arrependo de ter apagado meu blog de textos e os textos terem ido embora sem eu salvar antes. Também ainda não cheguei a ganhar dinheiro com o blog, mas todas as outras coisas que ganhei, levo pra vida até hoje. Principalmente os aprendizados e as amizades. Adorei o post, Aline!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii, Aline. Acho que é a primeira vez que visito este teu blog, mas estou fazendo uma busca avançada na caixola para ver se me lembro de ter visitado alguns dos seus blogs antigos... O nome Puffy Dreams não me soa muito estranho, mas não tenho certeza. Enfim, o importante é que agora fizeram um link entre nós duas e estou aqui, conhecendo o seu cantinho e disposta a virar cumadre de blog também... Que loucura estar há tanto tempo nesse "mundo", né? Você começou um ano antes de mim (nesta época, eu já tinha site pessoal na internet, mas ainda não era um blog) e posso dizer que vivi todas essas fases que você citou aí no post... E era bem gostoso, né? Principalmente, porque eu tinha mais tempo para me dedicar ao meu blog (criando conteúdo, mexendo no layout e visitando e comentando em blogs dos amigos) — agora eu tenho que fazer malabarismo. Achei muito legal que você ganhou uma afilhada por causa do blog! Que incrível! Eu fiz muitas amizades também desde que comecei, mas como a maioria era de São Paulo e Rio de Janeiro, eu quase não tinha muito contato ao vivo. E agora, morando no Canadá, piorou ainda mais. Hahaha! Estou animada para ler os posts de todos nós durante esse mês de agosto! <3
    Beijos pra você!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!