domingo, 17 de setembro de 2017

Diário de Viagem #3: Animal Kingdom

Seguindo com a missão de contar como foi a viagem para Orlando, cá estamos para contar o dia seguinte da minha chegada. No último post falei sobre o hotel em que me hospedei, o Disney's All Star Music Resort e hoje vou falar sobre o primeiro parque que visitei, o Animal Kingdom.

Como eu contei quando voltei de Orlando, o Animal Kingdom é o parque do complexo Walt Disney World Resort dedicado aos animais e a natureza. É o parque mais novo do complexo em Orlando e possui uma área gigantesca, além de uma grande diversidade de espécies de animais e sua área muito arborizada, o que deixa a gente com vontade de sentar em algum lugar e fazer um pique-nique haha. No post de hoje vou contar sobre como foi meu dia no Animal Kingdom, que a partir de agora chamarei apenas de AK, ok?

Foto péssima tirada com o celular da entrada do parque ♥


Quando montei o roteiro considerei várias coisas, entre elas dias de menor lotação para determinados parques, as horas extras mágicas quando fosse possível, dias em que ocorreriam shows/paradas que não fossem diários, horário de fechamento dos parques e também as datas em que eu conseguisse uma reserva em restaurantes, já que tinha o plano de refeições e queria justamente utilizá-lo para as refeições com personagens.

Meu dia começaria com um café da manhã no Animal Kingdom, escolhi o Tusker House depois de ouvir elogios e também porque ele contava com a ilustre presença de Mickey, Donald, Margarida e Pateta com lindas roupas de safari, coisa que nem tinha potencial para me enlouquecer, né? Consegui um horário cerca de 40 minutos antes da abertura do parque, o que me garantiria alguma vantagem por sair (eu acreditava que tomaria café em 40 minutos) logo que o restaurante abrisse direto para uma das atrações mais concorridas e para a qual eu tinha optado por não marcar Fast Pass (que a partir de agora chamarei de FP+), o Kilimanjaro Safaris.

Nota: As reservas para restaurantes no complexo Walt Disney World Resort abrem com 180 dias de antecedência.


Acordei cedinho nesse dia e como só tinha o muffin que tinha sobrado da janta no dia anterior, comi rapidinho e já fui descobrir se daria tempo de ir de ônibus para o parque ou se seria melhor pegar um Uber. Conversando com o cast member na entrada do hotel, embora os ônibus começassem a rodar cerca de uma hora antes da abertura do parque (que seria as 9h), ficaria bastante apertado esperar pelo ônibus, pedi um Uber. Cheguei muito rápido ao parque e foi bem baratinho o uber, 5 dólares mais ou menos e logo estava tirando foto na entrada do parque enquanto esperava abrir para as pessoas com reserva em restaurante. Foi bem emocionante quando entrei no parque, coloquei a digital no leitor, passei a pulseira no totem e TCHARAM o Mickey acendeu hahaha. Parei para tirar foto em frente a Árvore da Vida que é o símbolo do parque e fui para o restaurante.

Foto disponibilizada pela Disney no pacote Memory Maker. A Árvore da vida é o Símbolo do Animal Kingdom pode ser vista de praticamente todo o parque e possui no seu tronco, raiz e galhos cerca de 300 animais esculpidos. É maravilhosa.


O restaurante é uma atração a parte, eu acho muito muito mágico o esforço da Disney de tornar toda a nossa experiência tão imersiva. Ele fica na área da África e a decoração deixa bem claro onde estamos. Quando cheguei dei meu nome para a cast member na entrada e esperei me chamarem. Fui brevemente orientada sobre o funcionamento do restaurante (buffet) e levada para minha mesa onde conheci minha garçonete que já me ofereceu as bebidas, optei pelo Jungle Juice sobre o qual já havia lido muitos elogios, é um suco de laranja, goiaba e maracujá que você pode até achar que não vai ficar bom, mas é maravilhoso. Logo chegou um casal na mesa ao lado e eu já fui puxando papo porque 1: Se não puxar papo com desconhecidos não sou eu! EU NÃO AGUENTOOO! 2: Eu me ofereci para tirar as fotos deles com os personagens em troca de eles tirarem as minhas, porque eu estava sozinha né, e na Disney o stick selfie (pau-de-selfie) não é permitido, embora eu ainda não tinha comprado o meu nesse momento. Deixei a postos meu caderninho de autógrafo e fui escolher as comidinhas no buffet que é beeem diversificado e acredito que agrade a todos os gostos. Tinha as comidas que a gente não tem coragem de comer no café da manhã (umas coisas com batata e carne, molhos, etc), mas também tinha vários tipos de pãezinhos e bolinhos eeeee o waffle do Mickey °o°. Peguei um pouco de cada coisa que eu achei que ia gostar e no final das contas acabei montando  um segundo pratinho e depois mais um bowl com frutas!

Quando o Mickey passou perto de mim, já senti que ia chorar! Mas ele não foi o primeiro personagem com quem interagi, foi o Donald! Todos eles foram amáveis demais e me diverti muito!





Saindo de lá eu fui fazer o Kilimanjaro Safaris que é um safari (juraa??) bem divertido! Vamos em uma espécie de caminhãozinho por uma savana e o guia é bem divertido. Não consegui ver o leão, mas gostei bastante do passeio.

Depois do Safari eu fui para a Expedition Everest, que é uma montanha russa bem emocionante que passa pelas montanhas do Himalaia com uma história envolvendo o Yeti. Nessa atração eu usei pela primeira vez a fila Single Rider, que é uma opção para as pessoas que estão sozinhas ou não se importam de se separar do grupo, pois as pessoas nesta fila apenas completarão os lugares vagos nos carrinhos. Infelizmente na Disney são poucas as atrações com essa opção, mas quebra um galho porque é uma fila que anda bem mais rápida. Aqui acho importante ressaltar que tenho muito medo de montanhas-russas. Eu sai do Brasil disposta a ir com calma até onde meu limite me dissesse que estava ok, mas decidi tentar a Everest. Foi divertido, rendeu uma ótima foto também. E SIM, deu medinho, mas achei mais divertido do que assustador.

SOCORROOOO!!!


De lá fui usar meu primeiro FP+, no Kali River Rapids, que é uma espécie de rio bravo (não tão bravo), mas bem divertido também. Para essa atração o parque disponibiliza armário para guardarmos nossas coisas e como não podemos ir descalços, eu coloquei meus chinelinhos!

Meu outro FP+ era para o Musical d'O Rei Leão (Festival of The Lion King), que é um espetáculo incrível que me fez chorar (novidade rs). Eu achei tudo muito bem feito, bonito e como nunca tinha assistido a nenhum musical na minha vida, achei a experiência bem interessante. Se você quiser assistir ao musical, neste link pode ver uma gravação em 4k que eu encontrei no YouTube.

Depois do terceiro FP+, você pode marcar um quarto, e depois de usar este, um quinto e assim por diante, eu marquei um FP+ para o Musical do Nemo (Finding Nemo - The Musical). Mas antes de chegar nesta atração eu passei o dia todo no parque rs Encontrei alguns personagens, como o Dug e o Russel do Up - Altas Aventuras, Balu e King Louie do Mogli, Mickey e Minnie com lindas roupas de Safari... Essas interações com personagens são sensacionais, eles assinam o seu caderno de autógrafos se você tiver um e também posam para fotos, além de fazerem algumas brincadeiras. Eu havia comprado meu caderno de autógrafos na lojinha do hotel e também comprei uma caneta, mas ainda era uma caneta comum, apenas mais "gordinha" porque é muito difícil para os personagens manusearem canetas pequenas por causa do tamanho de suas mãos. Segue algumas das fotos com os personagens.

O Russel ficou um tempão tentando me dizer que também tinha uma tatuagem! O Dug é muito fofinho!!!

O King Louie "catou piolhos" na minha cabeça! Foi super divertida essa interação também.

Eles amaram minha blusinha! ♥

O meu almoço desse dia, que acabou acontecendo MUITO tarde (perto das 15h30) foi um sanduíche de peito de peru no pão integral que estava maravilhoso e eu peguei com meu plano de refeições em um restaurante chamado Flame Tree BBQ. O restaurante é estilo Quick Service, ou seja, você faz o pedido em um balcão, pega sua comida e vai sentar. Quando me sentei havia algumas aves no local, inclusive uma delas roubou alguma coisa da bandeja de um rapaz que se sentou lá depois de mim (O.o). Junto com o lanche, eu peguei um refrigerante e uma torta mousse (acho que era isso rs) e também vinha um saquinho com uvas que virou o lanche do dia seguinte! Não era o restaurante que eu tinha "planejado", mas o outro estava com uma fila gigante e esbarrei no Flame Tree por acaso, não me arrependi, foi uma surpresa agradável. E apenas para ficar claro, eu AMEI esse lanche, era muito grande e gostoso e eu acredito que ele teria custado cerca de 10 dólares se eu não tivesse usado um crédito de Quick Service.



Outras atrações que eu fui e considerei bem divertidas foram:
It's Tough To be a Bug que é uma espécie de show em 3D do filme Vida de Inseto (que eu amava, tinha até joguinho de videogame) super divertido e que fica "em baixo" da árvore da vida, então dá pra ter uma visão bem legal das raízes da árvore, que como eu disse antes possuem animais esculpidos. A atração é bem engraçada e na área antes de poder entrar no "teatro" há diversas recriações de pôsteres de filmes famosos, porém com insetos. Eu acho que tinha um FP+ para essa atração, mas não tenho certeza mais! Porém é meio desnecessário.

Primeval Whirl que eu nem sei como explicar (rs). Vou dizer que é como uma montanha russa, mas também não é isso... Possui umas quedas, e de acordo com a descrição é "uma descida na máquina do tempo de volta à era dos dinossauros", o carrinho fica girando e eu fiquei com muito medo de ir nessa atração porque eu tinha acabado de comer (era quase 16h, eu demorei para sentir fome depois do café da manhã), por isso antes de ir lá eu dei uma pausa.

TriceraTop Spin que é que nem aquele brinquedo do Dumbo do Magic Kingdom que (spoiler alert) eu não fui lá hahaha. Enfim, esse é que nem aquele, mas com dinossaurinhos ao invés de elefantinhos. Eu só fui nesse brinquedo porque estava com medo de passar mal no Primeval Whirl, mas não queria ficar sem fazer e ele não tinha fila. O brinquedo dá uma vista bem legal da área dos dinossauros, a DinoLand U.S.A que é super bonitinha e possui até umas barraquinhas com jogos que você precisa pagar a parte se quiser brincar (dispensável, né?). Vale comentar que quando cheguei na DinoLand começou a chover, mas ainda estava fraca a chuva.

DinoLand U.S.A


Flights of Wonder fica na área da Ásia e é um show com aves que eu gostei bastante, se você entende alguma coisa de inglês fica ainda mais interessante porque os treinadores fazem algumas interações com as aves e explicam algumas coisas para a plateia, mas o idioma não é uma barreira tão grande, já que é bem visual todo o show.

Finding Nemo - The Musical é mais um musical, mas é LINDO, LINDO... Eu nem tenho palavras pra dizer o que senti. Foi meu quarto FP+ e mesmo a fila do FP+ era enorme, mas vale a pena. Ele é executado com atores movimentando "bonecos" dos personagens, mas a experiência é incrível. Vale um FP+ aqui! Mais uma vez, é tudo em inglês, mas é bem bonito! Quando sai da atração estava caindo uma chuva bem forte. Neste link você pode assistir o musical.

Affection Section Aqui é possível interagir com alguns animais, como cabras, porcos, até um boi tinha lá (ou algo bem parecido), é meio esquisito porque dá um pouco de medo e ao mesmo tempo você fica meio preocupado com os bichinhos lá, só que é tudo acompanhado pelos Cast Member. A área parece uma fazendinha.



Eu também, na área da África peguei um trem, andei por uns caminhos onde haviam uns animais e encontrei alguns fotógrafos do Memory Maker. Fui até o Rafiki's Planet, mas não encontrei o Rafiki pra tirar foto (triste), aliás teve vários personagens que eu só encontrei o ponto para fotos quando eles já não estavam lá (Pocahontas, Tarzan, Tico e Teco...). Enquanto alguns eu nem sei onde eles estariam rs. Foi um dia bem gostoso e eu estava completamente deslumbrada e me perdi várias vezes durante o dia, mas sempre encontrei alguém para me ajudar a achar o caminho! Conversei com alguns Cast Member, foi bem divertido mesmo. Neste dia estava programado um show noturno que agora eu esqueci o nome (meu Deus!), mas que era inspirado no filme do Mogli que tinha sido lançado ano passado. Porém começou a ficar bem forte a chuva e eu precisava ir ao mercado, já que não tinha ido no dia anterior. Abri mão de tentar esperar a chuva passar e fui embora do parque. No final das contas a chuva ficou mais forte, demorou para passar e o show foi cancelado!

O parque é lindo, durante o dia você pode encontrar diversas apresentações acontecendo no meio das ruas, se estiver com tempo sobrando vale a pena assistir. Há muitas árvores, o que torna o parque bem gostoso para passar o dia, tudo é muito imersivo e cada uma das áreas é bem distinta, te levando para um mundo diferente mesmo! Muita gente diz que o Animal Kingdom é um parque chato ou para crianças e eu posso garantir que não, pois há muito para ser visto. Claro que se a pessoa já conhece e não pode fazer os 4 parques, deve sempre priorizar aquilo que mais gostou, mas eu amei muito esse parque e agora com a inauguração da área do Avatar no verão deste ano eu vou precisar voltar lá um dia (espero que logo!).



Bem, esse foi o diário de viagem do Animal Kingdom, espero ter conseguido passar toda a energia do parque e como foi divertido meu dia por lá. Espero que o próximo post não demore uma vida para sair. Se quiserem perguntar algo, fiquem a vontade! ♥


Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

Um comentário:

  1. Oi, Line!
    É tão gostoso ler os seus relatos de viagem! A riqueza com que você escreve nos transporta para o seu ladinho! Parece que estávamos lá com você ♥

    Sou doida em árvores, então a árvore da vida me deixaria babando por horas a fio. Mas, de tudo o que você falou aí, acho que o que mais me deixaria emocionada é a parte do Rei Leão. Sem dúvida, esse é o meu filme preferido da Disney!

    Espero que venha mais coisas dessa viagem pra gente acompanhar ♥

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...