quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Resoluções para o que restou do ano...

No começo do ano eu escrevi um post com as minhas pequenas resoluções para 2017 já que o ano prometia ser "o ano da virada", eu me senti naquele momento bastante confiante para colocar tudo aquilo em prática e não posso dizer que não tentei, que não fiz... Porém nem tudo são flores, eu me deixei levar por muitas coisas e acabei saindo do meu caminho. Até que hoje eu senti necessidade de editar minhas resoluções e também renovar meu compromisso comigo. Esse é um post sobre mim, sobre amor, compromisso e esperança...


Vamos começar então relembrando o que eu apontei como prioridades para este ano:

Cuidar da minha saúde mental, diminuir o desgaste emocional com situações em que não preciso dedicar tanta energia. Para isso eu vou parar de boicotar minha terapia e adotar algumas práticas para melhorar a qualidade dos meus dias, me ajudar a lidar com a ansiedade e me sentir melhor. O BuzzFeed postou essa lista com resoluções de ano novo para saúde mental que achei positivamente válida. Eu quero e vou melhorar!
Eu consigo ver alguns avanços, mesmo eu ainda passando por crises de ansiedade de vez em quando, mesmo eu tendo identificado algumas coisas que me preocupam, mas que ainda precisam ser melhor avaliadas e também levadas para a terapia onde eu preciso melhorar meu comprometimento, porque ela me ajuda muito, mas o avanço depende de mim. Hoje sou capaz até de identificar uma crise de ansiedade no começo, antes que ela tome proporções gigantescas e isso é um avanço que eu nem consigo quantificar de tão importante. Eu estou melhor? Um pouco, mas ainda estou muito longe de onde gostaria.

Agradecer mais, reclamar menos. Me permitirei ficar chateada as vezes, mas vou acostumar a enxergar pelo menos uma coisa boa no final do dia para agradecer.
Então... Eu ainda não consegui melhorar aqui. Fico bem triste por isso porque essa era uma das coisas mais importantes e que me ajudaria com várias outras. Eu ainda ligo o reclamador e esqueço do quanto isso é irritante para as outras pessoas e principalmente para mim. Tentei fazer uma lista onde todos os dias escreveria algo pelo qual eu sou grata no meu BuJo, porém abandonei a lista e o BuJo, porque ainda não tenho disciplina para isso. Mas desistir jamais, renovo aqui meu compromisso com esse ítem...

Sentir o amor e amar a minha vida e tudo o que faz parte dela. Não falo sobre me apaixonar por alguém, mas sobre permitir que o amor volte a ser uma constante, porque os últimos anos foram meio complicados e o amor acabou ficando um pouco pequeno dentro de mim.

Eu consigo sentir que tenho me permitido sentir o amor. Que eu tenho me amado um pouco mais e que isso tem melhorado, que eu tenho cuidado melhor de mim e isso é amor, não tem como não chamar de amor... Quero manter isso crescendo, esse quentinho no peito que me ajuda a querer continuar.

Continuar trabalhando neste projeto de ser uma pessoa melhor que teve alguns avanços, mas ainda há muito a ser feito.
 Todos os dias eu penso em como ser uma pessoa melhor. Eu precisei passar por coisas ruins para amadurecer, em alguns aspectos eu posso dizer que endureci também, já que enfrentei com dignidade e bravura algumas das minhas tragédias pessoais. Em alguns casos eu tive reações desproporcionais, mas viver é um processo de melhoria contínua, né nom? Então comemoro os resultados positivos enquanto penso em como melhorar aquilo que pode ser melhorado. Tudo o que consta nessa lista, embora esteja em ordem misturada, nos traz para esse objetivo já que não tem como fazer tudo isso e não melhorar como pessoa!

Continuar optando por SER ao invés de TER. Em 2016 eu aceitei que para a minha vida, não estava funcionando acumular coisas, mudei diversos hábitos e isso me fez muito bem (quero falar sobre isso depois), então eu vou continuar vivendo desta forma.
Eu sei que estou sendo feliz aqui. Comprei um jogo de quarto novo e precisei destralhar bastante para conseguir organizar tudo no armário novo. Diminui muito os gastos com roupas e embora tenha comprado um monte de batons, eu deixei de comprar muita coisa depois de avaliar se realmente precisava daquilo. Posso dizer que sim, viver dessa forma é muito melhor pra mim.

Continuar fazendo o meu melhor, mesmo quando parecer em vão. Porque afinal, se o outro não reconhece meu esforço, é um problema dele e não meu, o importante é eu ter plena consciência de que tudo o que eu podia fazer eu fiz e fiz da melhor forma possível.
A cada dia eu tenho uma noção maior das minhas características, das qualidades e defeitos e sei como fazer para entregar o meu melhor para o mundo. Eu entendo que não vou agradar a todos sempre, mas vou agir de acordo com o que acredito, com meus valores e cuidando de mim também. A experiência tem sido boa, há pontos para melhorar e vou buscar isso.

Esses são meus macro objetivos para esse ano e para a minha vida a partir de agora, só que para alcança-los eu optei por estabelecer algumas "metas" que pretendo realizar. A partir de agora eu vou:

  • Me propor a fazer algo novo sempre que possível (o que já comecei quando me matriculei na academia e estou frequentando com disciplina durante esse último mês yupiie);
  • Desenvolver minha disciplina começando com pequenas tarefas;
  • Ler mais, porque a leitura me faz bem e eu percebi que andei deixando esse hábito de lado;
  • Escolher algumas das metas do 101 em 1001 para realizar;
  • Passar menos tempo conectada.
  • Melhorar meus hábitos de sono!

É muita coisa considerando minha ansiedade e minha falta de disciplina, mas se eu conseguir colocar pelo menos metade dessas coisas na minha rotina, já serei uma pessoa mais feliz quando acabar esse ano. Eu quero poder chegar aqui em dezembro transbordando amor e gratidão.

Pode parecer estranho estabelecer objetivos assim, numa terça-feira no final de agosto... Mas por que esperar uma segunda-feira, um novo mês, um novo ano para começarmos as mudanças que queremos? O tempo de mudar é agora!

Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

3 comentários:

  1. Você vai sim melhorar! E eu acho que o caminjo é esse, procurar se desgastar menos com coisas que nao valem a pena, buscar no dia-a-dia coisas que nos fazem bem. Eu mesma tenho tentado me afastar de coisas que me desgastam ou me deixam infeliz. Tento buscar coisas boas no meu dia-a-dia. Inclusive a fotografia foi uma forma que encontrei de me conectar mais com coisas que eu gosto. POrque eu saio de casa pra procurar coisas bonitas, como flores, árvores, e me concentro em registar essas coisas bonitas do mundo. Enquanto isso me afasto também das coisas mais "feias", aquelas que me deixam pra baixo.


    Enfim, boa sorte com suas resolucoes :*

    ResponderExcluir
  2. ah esqueci de dizer: dei uma abandonada no facebook e isso melhorou demais meu humor no dia-a-dia. Facebook às vezes parece um veneno pra saúde mental.

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, desculpa a demora! Então, eu estou ensaiando sair do Facebook por algum tempo, pra conseguir focar nas coisas realmente importantes, isso inclui outras redes sociais que me desviam do meu caminho e me deixam na bad.

    Obrigada pelo carinho e pelas dicas!

    ResponderExcluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...