[5 DICAS] reflexões do amanhecer, joguinhos de desinteresse, síndrome da impostora, chá gelado e biojóias

Eu adoro escrever as postagens dessa coluna, porém faz muito tempo que não trago ela de volta. Se você ainda não viu os outros posts eu vou explicar o que acontece aqui... Eu separo 5 coisas que mais ou menos se relacionam com nossos 5 sentidos, então é sempre uma coisa pra ler, uma pra ver, uma pra ouvir, uma para comer ou beber e um extra que seja algo interessante que eu queira dividir, mas não consegui encaixar nas categorias...

Dessa vez não separei um livro para ler, mas uma crônica, um vídeo para ver, um episódio de podcast para ouvir, uma bebida e o trabalho de uma artista que eu admiro muito. Mas chega de enrolação e vamos ao que interessa:

Para Ler: Para onde vão os nossos bytes depois que a gente morre

IMAGEM: Algumas Observações
Separei essa crônica da Fernanda Rodrigues, que além de ser uma escritora incrível, é minha amiga, porque quando a li, ela me tocou de uma maneira muito especial, me fazendo observar algumas coisas ao meu redor e também pensar no que acontece depois. Se somos cada vez mais representados pelos nossos bytes, o que é que acontece com eles quando a gente morre?

IMAGEM: YouTube (Print do vídeo)

Eu amo esse vídeo da Jout Jout, principalmente porque, assim como ela, eu também acho que fazer joguinho é desperdício... Não importa o tipo de joguinho, desde aqueles de fingir desinteresse até aqueles em que a pessoa fica tentando convencer a gente de alguma coisa através de manipulação. Detesto joguinhos, não façam!


IMAGEM: Divulgação (zencast)

O podcast da Marcela Ceribelli da Obvious já é por si só um tesouro, porém esse episódio em especial me marcou muito, porque eu sou uma dessas mulheres que sofre com síndrome da impostora, um problema que atinge majoritariamente as mulheres e que faz com que a gente sofra bastante. Neste episódio, a Marcela Ceribelli, junto com as convidadas Jules de Faria, jornalista e criadora do Think Eva, e Ciça Conte, psicóloga, discutem o assunto e vários aspectos relevantes ao tema.

Para Beber: Chá Leão para preparo em água gelada - Chá preto com frutas vermelhas

IMAGEM: Divulgação

Eu amo chás. Adoro um chá quentinho... Porém os chás gelados vêm ganhando meu coração, mas as opções são um tanto limitadas no mercado. Por acaso descobri esse chá da Leão que mesmo sendo "de saquinho" (ou sachê, como preferirem rs), pode ser preparado diretamente na água gelada. Eu achei prático e bem gostoso, por isso trouxe aqui como uma recomendação.


IMAGEM: Instagram A Semente Dourada

A Sabrina produz jóias feitas com elementos da natureza e eu acompanho o trabalho dela há algum tempo e só posso dizer uma coisa... O que ela faz é tão maravilhoso. Eu tenho algumas peças produzidas por ela e preciso me segurar muito para não comprar TUDO o que ela posta no feed, que, aliás, é um agrado para nossos olhos. Acredito muito que cada um tem uma forma de entregar amor e beleza ao mundo e vejo muito disso no trabalho da Sabrina. É tudo feito com uma delicadeza, com um carinho tão grande que não tem como não ser maravilhoso.  Ah, esse é o link para o site da loja.

Essas foram as 5 dicas de hoje e eu queria saber se vocês já conheciam alguma dessas minhas recomendações e também pedir dicas nos comentários! Comenta ai contando pra mim o que você indicaria em alguma dessas categorias, ou até mesmo em todas!

    Comentários

    1. Jé me interessei pelo primeiro texto! Penso muito nisso, o que vai acontecer com todo esse conteúdo online que a gente vem produzindo, quando nossa geração começar a morrer... claro que algumas pessoas já morreram, mas a gente não viveu ainda muito tempo de vida online pra ter gerações falecidas que produziam conteúdo pra internet. Me pego pensando se ainda vai ter essas redes quando começarmos a ter netos, e se todo esse conteúdo ainda vai estar aqui.

      Amei as indicações!
      Beijos!
      Serenar

      ResponderExcluir
    2. Adorei a tag. Super original.

      Bom fim de semana!

      Jovem Jornalista
      Instagram

      Até mais, Emerson Garcia

      ResponderExcluir

    Postar um comentário

    Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

    Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

    Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!