quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Pode ir, 2016!

O que dizer de um ano que mais pareceu uma montanha russa? Alternando momentos de pura alegria ou conquistas com momentos em que parecia que o mundo estava decidido a acabar comigo? 2016 trouxe coisas boas, mas também me deu vários 7 a 1 e eu não sabia nem como começar essa postagem. Sério!

No final do ano passado eu decidi não fazer uma lista muito grande com resoluções de ano novo porque me conheço e sabia que caso eu não realizasse muitas coisas eu ficaria muito triste (como aconteceu em 2015), então me propus somente a tentar todos os dias ser uma pessoa melhor, lutando pelas coisas que eu acreditava e trabalhando para alcançar as metas que eu desenhasse.

Comecei o ano cheia de idéias, inclusive voltei a escrever, o que foi uma coisa fantástica para mim que estava fora desse mundo havia algum tempo, mas morrendo de vontade de voltar! Com o blog eu pude retomar o projeto 101 coisas em 1001 dias que virou uma lista de resoluções de vida nova onde, já ciente de que não vou cumprir tudo, eu escrevi coisas que tenho vontade de fazer, mas sabendo que é só um guia e não uma obrigação e a coisa vai bem no projeto, estou feliz com as minhas conquistas. Falando no projeto, saltei de paraquedas. Nem vou comentar o quanto isso foi importante, desde o fato da superação do medo, a descoberta de uma Aline radical e aventureira hahaha até o fato de ter sido uma experiência incrível com amigos especiais!

2016 foi o ano em que realizei o sonho de conhecer Orlando, eu sei que devo os posts da viagem aqui e em algum momento da vida eu juro que vai sair algo, mas ainda não consegui escrever nada! Sobre a viagem eu não tenho palavras para descrever como tudo foi mágico e perfeito. E como me fez bem e me ensinou coisas. Sem contar que viajei sozinha, o que por si só já foi uma aventura! Descobri que consigo andar em montanha russa e até mesmo gostar desse "trem". Aprendi que a única pessoa que sabe o que e quando devo fazer algo sou eu mesma...

Show de Fogos de Halloween - Hallowishes

Foi neste ano que decidi que ia dirigir, fui atrás de aula e hoje estou dando minhas voltinhas de carro. Como já disse antes, essa conquista tem um peso importante por ter sido algo que eu queria muito, mas que passei a maior parte do tempo deixando a pressão das outras pessoas me atrapalhar. Hoje, embora eu não vá muito longe AINDA eu já consigo sair de carro para resolver minhas coisas e isso me enche de alegria, porque é libertador.

Fui bastante ao cinema, embora não tenha escrito sobre todos os filmes que vi, foram muitos, comparado com anos anteriores. E falando em filmes eu finalmente assisti Star Wars porque eu não sabia nada desse universo até pouco antes de viajar, inclusive chamava os Stormtroopers de Darth Vader Brancos (não me julguem), mas agora posso até falar do assunto, falta apenas o Episódio 7, porque até o Rogue One eu fui ver no cinema. Que a força esteja com vocês! Li até que bastante considerando meus maus hábitos durante o ano e todo o drama que vivi, pois é. Eu até escrevi algumas (duas) resenhas das quais me orgulho bastante e tem mais para sair. E ainda no campo das artes, eu pude ver o FANTÁSTICO MARAVILHOSO musical Wicked.

Olha os Darth Vader branco ai!

Além disso eu tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis, pessoas que dividiram um sonho comigo e que me ajudaram a realizar o meu sonho, que mesmo sem se conhecer direito se ajudou e tornou tudo ainda mais especial. Pude me reaproximar de pessoas que eu amo, mas que estavam distantes por motivos de "a vida adulta" e também passei muito mais tempo com meus amigos de fora do trabalho, porque com a loucura que é trabalhar em turno de revezamento eu vinha passando cada vez menos tempo com eles.

No trabalho eu vivi momentos onde conquistei coisas importantes e fui reconhecida pelas minhas entregas, comecei a aprender uma área nova dentro do meu processo, fui indicada para ser auditora interna o que enriqueceu bastante meu conhecimento do sistema de gestão da empresa e também ganhei responsabilidades dentro das demandas da área. Ainda assim passei um bocado de perrengue e inseguranças. Acredito que faz parte, deve ser etapa importante para amadurecer... Sei lá.

Comecei pela parte boa porque sou grata demais por tudo de incrível que me aconteceu, mas teve muita coisa ruim. 2016 foi o ano em que mais chorei, em que mais me senti sozinha, perdida. Eu descobri da pior forma que algumas pessoas não eram meus amigos de verdade. Eu abandonei metade dos meus projetos, eu tive que chegar ao fundo do poço para aprender certas lições. Passei mais de 50% do ano me sentindo muito mal, insegura, incapaz. E isso é horrível. Eu boicotei a terapia (e de certa forma ainda estou fazendo isso, mas estou tentando parar de fazer), eu estive desmotivada grande parte do ano. Eu não encontrei abrigo em muitas das vezes em que precisei e isso me tirou o chão. É muito ruim você sempre ser a pessoa que reclama e muita gente não conseguia entender eu estar planejando uma viagem dos sonhos e enquanto dizia que não estava feliz com a Vida, mas a Vida é todo um conjunto de engrenagens que precisam funcionar juntas, a gente lida bem com uma ou outra rodando meio "zuada", mas quando as engrenagens ruins são maioria o negócio para de funcionar e a gente entra em pane. Eu tive que lidar com falta de empatia, com gente me colocando pressão o tempo todo sem prestar atenção e ver que eu estava prestes a entrar em crise.

Saindo da minha vida, tivemos que lidar no geral com ódio gratuíto distribuido nas ruas e redes sociais, o que me afeta de forma gigantesca também. A intolerância "correu solta" durante esse ano e as pessoas mais pareciam selvagens lutando sei lá por que razão. 2016 foi pesado, eu me esforcei MUITO para não me envolver em brigas de facebook porque tinha hora que o sangue fervia e eu nem estava discordando da opinião da pessoa, mas da forma como ela estava tratando o outro, mas ainda assim precisava largar o celular e ir respirar longe dele.

Mas tudo bem, o importante são as lições que ficam, algumas coisas ainda me machucam muito e eu espero cuidar delas agora no ano que chega. 2016 chegou e me pegou tentando acertar a vida, ele bagunçou ela mais um pouco, mas me deu umas coisas boas para lembrar pra sempre. Ainda não pensei muito sobre o próximo ano, acredito que devo fazer isso até o final da semana, sem criar expectativas gigantes eu pretendo traçar um norte para seguir. A idéia de tentar ser uma pessoa melhor no ano que chega é a mesma! SEMPRE.

Que 2017 seja um ano BOM. Que tanto para mim quanto para vocês seja um ano de conquistas e paz interior, que os sonhos possam ser sonhados e realizados e que tenhamos saúde para alcançar nossos objetivos. E que o amor sempre vença em nossos corações, tanto o amor pelas pessoas como pelo nosso trabalho e por nossas vidas. Que nossa maior riqueza seja o montante de momentos bons que vamos dividir com pessoas especiais ♥

Adeus ano velho!

Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

5 comentários:

  1. Acho que 2016 foi um ano estranho pra todo mundo né?Sofri pra caramba também em vários quesitos da minha vida, mas vamos focar nas coisas boas e continuar nossos planos né>? sem planejar muito, porque Deus sabe bem mais do que nós ^^

    gostei muito do seu post e desejo um 2017 com muuuuuuitas coisas boas e novidades <3

    beeijão ^^
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 2016 foi meio pesado, mas tudo bem se a gente focar no aprendizado e em tudo de bom que aconteceu!

      Desejo um 2017 incrível com muita saúde e realizações pra você, Carol!

      Um beijo!

      Excluir
  2. Oi, Line!
    Que post mais gostoso de ler!

    Vendo de fora, acho que seu saldo foi positivo, no fim das contas. :) Você cresceu, amadureceu e conquistou coisas que eu considero muito difíceis (ir a um lugar desconhecido, sozinha, por exemplo). Então, acho que isso deve servir de gás pra 2017.

    Sobre a intolerância das pessoas, eu me sinto da mesma forma. Espero que o mundo se torne um lugar melhor nos anos que virão.
    Vamos torcer!

    Que seu ano novo traga novos ares e seja incrível! :D

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode emoldurar esse comentário? Era tudo o que eu precisava ler na noite da virada de ano e juro que me fez pensar muito!

      Eu espero e tenho muita fé de que as pessoas ainda têm salvação! Espero de verdade poder viver para ver isso!

      Que 2017 seja incrível para você também, Fê!

      Um beijo!!

      Excluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...