quinta-feira, 16 de junho de 2016

Me perdi.

Algumas vezes a gente se sente perdido! Como se não houvesse nenhum caminho a ser seguido ou se todos os que existem não levassem a lugar algum. As vezes, olhamos para uma bifurcação e não sabemos para onde ir, então, por qualquer que seja o motivo, simplesmente paramos, sentamos de frente ao ponto onde o caminho se divide e ali ficamos. Podemos até ficar bem com a nossa não escolha, mas na maioria das vezes não saber pra onde ir pesa e dói.

As vezes a gente precisa de um tempo para nós, sem nos preocupar... Mas e quando não conseguimos voltar ao ponto em que tínhamos controle sobre nosso tempo? Porque é só uma questão de se organizar. E as vezes isso parece tão difícil...

E este não vai ser um daqueles textos com liçoes que aprendi, ou dicas. É só um amontoado de coisas que eu não consegui falar e acabaram saindo em forma de letrinhas, ainda assim é tão verdadeiro e meu quanto todas as outras coisas. Eu precisava falar e esse é meu espaço, talvez possamos conversar sobre isso depois.

Imagem: We ♥ It


Eu não sei quando foi que eu me perdi. Porque neste momento eu me sinto assim, perdida. Minhas tarefas se acumulando enquanto eu procuro em todo o canto alguma motivação para realizá-las, negligenciando uma coisa para conseguir fazer outra. E mesmo em alguns momentos sendo lembrada de que sou capaz de fazer tudo, há dias em que não dou conta! Todo o barulho aqui dentro não me deixa pensar, fica tudo confuso e cheio de desvios.

Eu quero o mundo, mas não consigo enxergar nada que esteja muito além. Me sinto sem óculos, mesmo quando eles estão bem em cima do meu nariz, porque não enxergo, não consigo ver o quanto sou capaz porque tudo o que sinto é medo de falhar. Os dias têm passado como um borrão. E eu não consigo sair desse ciclo onde acordo, me assusto com a quantidade de coisas a fazer, entro em crise e não consigo fazer nada, de repente, me pego chorando, o nível de ansiedade lá em cima e sem conseguir cumprir com nada do que planejei. Já pensei em não planejar, tentar deixar as coisas acontecerem naturalmente, porém parece que fica pior, porque perco o norte, não sei pra onde olhar...

É estranho porque eu não quero abandonar as coisas, não quero fazer nada sem me dedicar, mas eu estou perdendo o jeito para ser a pessoa que sempre fui. Não tenho paciência, não tenho vontade. E quando percebo, ligo o reclamador e não paro o dia todo sem fazer o que deveria, que é tomar alguma atitude para sair da situação que incomoda.

Eu não sei que nome isso tem, deve ser uma fase ruim. Mas ela está acabando comigo, sem dúvidas. Não quero me sentir assim, estou tentando me cobrar menos, mas vez ou outra cá estou me sentindo mal novamente. Isso significa que provavelmente minha frequência por aqui diminua por algum tempo, mas eu não vou abandonar esse projeto porque ele me faz bem. Tudo o que dividi aqui é verdade e faz parte de mim, desde o início foi assim, portanto nada mais justo do que vir aqui e dizer que não estou bem, sem drama, sem mentiras. 

Estou cansada e perdida, porém estou procurando meu caminho de volta. Eu só preciso encontrar uma forma de tirar a pilha de tarefas, pensamentos, medos e reclamações que coloquei no caminho. Mas eu volto. Não me abandona, não.

Siga também por aqui: Facebook / Bloglovin / Pinterest / Instagram / We ♥ it

14 comentários:

  1. Quem nunca, né, Aline? Esses momentos são tão chatos, mas sempre existiram e vão existir :/

    "Me sinto sem óculos, mesmo quando eles estão bem em cima do meu nariz", essa frase disse tudo, tudo mesmo. Até me lembrei dos meus momentos perdida. Só me resta dizer o que sempre tento mentalizar nessas horas, um clichê, mas um clichê bom: "Coisas boas estão por vir, coisas boas estão por vir..." e uma hora elas simplesmente chegam :)

    Entretanto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jul, obrigada pelo carinho!
      Das coisas que aprendi no último ano, uma das mais importantes foi a respeitar meus limites e não me condenar quando eu tiver que fazer uma pausa...
      As coisas estão melhorando estou retomando o caminho...

      Muito obrigada pela mensagem, mais uma vez!
      Um beijo!

      Excluir
  2. A melhor parte de se perder, com certeza é quando você se encontra e percebe que todo aquele medo era NA-DA comparado ao prazer de se reinventar. Nós sempre achamos uma forma <3
    | A Bela, não a Fera| | Coisas diferentes nas casas da Finlândia|| FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sair de tudo isso renovada. Me conhecendo um pouco melhor e entendendo meus limites e também minhas forças. Entendi que isso faz parte de viver é tô aprendendo como viver todos os dias!

      Obrigada pela mensagem!
      Um beijo!

      Excluir
  3. Realmente existem momentos em que tudo parecido perdido. Mas posso te falar algo? Esses são os melhores momentos: aprendemos novas lições, ficamos mais fortes, aprendemos a conhecer um espaço que deve ser evitado. Tente ir aos poucos dando um jeito, não faça tudo de uma vez, isso só piora (Já passei por momentos como esse). Na época abri mão de alguns momentos, para me encontrar e finalmente conquistar os que eu realmente queria. Já me disseram que tudo nos torna mais forte e isso só depende das nossas próprias mudanças. Esse momento vai passar.
    Abraços
    http://umlivroabertoig.blogspot.com.br/!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Christian, ainda estou tentando entender tudo o que aconteceu por aqui esses dias. Tentando me organizar para voltar às atividades normais do meu dia-a-dia sem pirar de novo... mas as coisas já estão bem melhores. Eu infelizmente precisei abrir mão de estar aqui por alguns dias para entender as coisas que estavam acontecendo, mas estou voltando!

      Muito obrigada pelo carinho!
      Um beijo

      Excluir
  4. Meu post de hoje foi exatamente na mesma linha que o seu... o que está acontecendo com a gente?!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://nanaeosamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana Paula, acredito que seja o excesso de informação, de necessidades, excesso de tarefas. Etc... a gente vai tentando abraçar o mundo é quando percebe, não tá dando conta!
      Mas o importante é se conhecer e descobrir como superar essas fases ruins...

      Um beijo!

      Excluir
  5. Olá, eu gostaria de dizer que mesmo sem te conhecer, eu lhe desejo o melhor! Desejo que você se encontre, e que tudo dê certo nos seus caminhos. Desejo que você seja feliz e que seus sonhos se realizem!

    Seu texto é profundo e cheio de sinceridade. Espero que você continue escrevendo assim, e que as próximas notícias sejam boas.

    Beijos,

    Blog Senhorita Deise

    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deise, mesmo sem me conhecer você veio aqui pra me desejar coisas boas e eu fico muito contente por isso! Te desejo toda essa positividade em dobro!

      Muito obrigada pelo carinho! Eu estou voltando então espero te encontrar aqui mais vezes!

      Um beijo!

      Excluir
  6. Olá, Aline.
    Eu entendo o que você passa, as vezes tenho o mesmo sentimento e fico perdida. Estarei ansiosa pela sua volta;
    Abraços! :D
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Line,
      Tô voltando, aos poucos, mas voltando!
      Não é muito fácil, me pegou desprevenida, porém tô me encontrando novamente!

      Obrigada pelo carinho!
      Um beijo!

      Excluir
  7. A coisa mais importante em alguns momentos é sair, se encontrar e também encontrar a harmonia e a serenidade para voltar bem. A nossa vida sempre passa por tormentas e depois por bonanças, faz parte do ciclo. Volte quando puder que estaremos esperando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fábio!
      Obrigada pela mensagem! Eu ainda estou aprendendo tudo isso, mas consegui me conhecer um pouco melhor nesse processo de me encontrar! Estou voltando e obrigada pelas palavras, mais uma vez!

      Um beijo!

      Excluir

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...