RESENHA: A Intermitências das Coisas - Fernanda Rodrigues

Nada me deixa mais feliz e orgulhosa do que ler um livro escrito por alguém por quem eu tenho muito carinho e amizade. Esse ano eu tive essa oportunidade novamente e venho aqui agora contar para vocês o que eu senti sobre o livro da .


Título: A Intermitência das Coisas - Sobre o que há entre o vazio e o caos 
Autora: Fernanda Rodrigues 
Editora: Editora Penalux 
Edição: 2019 
Páginas: 60 
Avaliação: 5 estrelas
Sinopse: A ansiedade dos tempos de hoje, toda essa rapidez de acontecimentos, a velocidade inalcançável dos sentimentos, nos fazem esquecer das intermitências – as pausas que a vida dá para que possamos prosseguir. Fernanda me lembrou com sua escrita que algumas pessoas foram minha bússola e eu só pude perceber quando o intervalo me despertou. Porque eram direções que não me pertenciam, que eu não queria. Respirei. Respiramos. Nós, mulheres, aprendemos jeitos de oxigenar tudo e sobreviver com menos danos. “O caminho é sempre em frente”, Fernanda escreveu, mas nesta obra eu a vi voltar e resgatar partes; não se segue sem mãos cheias, sem coisas que tentamos salvar nas épocas de parada, nos momentos em que a pausa puxa a gente para dentro de nós mesmas.

A primeira coisa que eu preciso dizer é que não sou uma pessoa que lê poesia. É estranho porque eu sempre gostei de rascunhar poemas e poesias nos meus cadernos, mesmo sem entender as regras literárias desse estilo... O estilo de escrita da Fernanda é algo que eu já gosto muito, já que a acompanho há mais de 3 anos lá no blog dela, o Algumas Observações. Então juntou a vontade de ler poesia, a chance de ler uma autora que eu já admiro e também o carinho que eu tenho por ela e agora posso falar desse livro incrível com vocês!

A Intermitência das coisas me trouxe a sensação de uma jornada. Mesmo os poemas curtinhos me trouxeram alguma lembrança ou me fizeram pensar em algum sentimento específico que já tive. Foi possível perceber que ele reúne poemas que trazem pedaços dos processos pelos quais passamos durante a nossa jornada.
há dias em que o caos,
do parto nasce.
já há outros em que,
com a morte, ele se (re)parte.
Tem poema sobre feminismo, sobre chá, sobre pausas, sobre a vida, a morte, sobre poesia... Tem até poema sobre pipoca, mas que na verdade fala sobre afeto...

Eu li o livro bem rapidinho ai reli e reli outra vez porque é uma leitura leve e gostosa. A forma como a Fe escreve deixa bem claro o que ela estava sentindo. É impossível não se identificar ou não se sentir próximo a ela. Aos poucos cria-se uma espécie de laço entre autora e leitor e isso é mágico. Terminamos o livro conhecendo mais sobre ela e sobre nós.
perdida em sentimentalismos
em clichês quase afogada
muitas vezes sou tudo
todas as vezes sou nada
Se eu precisasse definir o livro em uma palavra ela seria sensibilidade porque é o que ele transmite, a sensibilidade da autora com os assuntos tratados, na forma de escrever, no jeito de transmitir a mensagem.

Esse é o primeiro livro publicado da Fernanda e eu espero que ela possa publicar muitos outros. Pude acompanhar através das postagens e das nossas conversas o processo de publicação deste livro e sinto muita alegria em poder dividir aqui no blog minhas impressões sobre ele. 
em relação à vida
só o essencial.
lá as coisas estão certas
e nos revelam:
o vazio também pode estar cheio.
Alguém já leu o livro da Fe? Para ainda não leu, mas se interessou, o livro está a venda no site da Editora Penalux e também pode ser comprado diretamente com a Fe, entrando em contato com ela pelas redes sociais que eu vou deixar aqui para que vocês possam conhecer mais sobre ela:

Twitter / Facebook / Instagram / Blog

Comentários

  1. Li Fernanda Rodrigues no feedly, e logo achei que era um post do blog da mesma. Que surpresa boa quando abri o link e percebi essa "inception" de blogs que eu gosto.
    Sou como você; não tenho esse costume de ler poesia (embora já tenha rabiscado uma ou outra).
    Achei de uma delicadeza absurda sua review. Sei que a Fê merece todo e cada elogio, escrevendo absurdo do jeito que escreve, mas ainda assim achei tão lindo o jeito que vc descreveu o livro. Percebe-se o carinho e admiração que vc sente.
    Bjs Aline! 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kari,
      Fiquei tão feliz de ver um comentário seu por aqui!
      Obrigada pelo carinho. O livro da Fe é uma graça. Delicado e absurdo como tudo o que ela escreve! Fiquei muito feliz de ler o livro dela e poder escrever sobre ele, mesmo sendo um estilo que não estou acostumada... Ela é incrível. Uma pessoa e uma escritora incrível!

      Um beijo!

      Excluir
    2. Kari, que legal ler um comentário tão carinhoso sobre o meu trabalho! Fiquei feliz pelas suas palavras e espero que você consiga ler o A Intermitência das Coisas em breve! A delicadeza das palavras da Aline também me deixou com o coração quentinho.

      Um beijo cheio de afeto,
      Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
      Algumas Observações
      Projeto Escrita Criativa

      Excluir
  2. Oi, Line!
    Que delícia saber que meu livro tem uma leitora tão delicada e atenta como você! Achei demais saber que você deu (mais) uma chance à Poesia e que meus versos te tocaram de alguma forma. É muito legal saber quais são os seus poemas preferidos e como você os interpreta. Muito legal você mencionar o "Estouro" aqui; porque, apesar de curto, ele é muito significativo e com múltiplas possibilidades para mim. ;)
    Obrigada por sempre torcer para que os meus textos fossem reunidos em livro, por comprar um volume para você e apoiar a minha literatura. Sinto-me honrada por isso!

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  3. Que demais!!! Eu também não tenho costume de ler poesias e isso faz com que eu acabe ignorando livros do gênero. Mas gostei desse carinho todo pelo autor e de ler o que a leitura te proporcionou. Dica mais que anotada <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá Aline!
    Que legal poder ver uma resenha sobre o livro da Fernanda. Tinha visto que ela fez o lançamento, mas não sabia muito sobre o livro. Agora dá pra ter certeza da beleza da escrita e de que ela transmitiu as palavras a sua sensibilidade.
    Que a poesia possa alcançar cada vez mais corações =)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode comentar mesmo sem possuir conta no Google, alterando para a melhor opção no menu "Comentar como:". Caso não possua uma conta à qual vincular, selecione a opção Nome/URL e deixe a URL em branco, comentando apenas com seu nome.

Use o bom senso para comentar, pois não serão aprovados comentários contendo mensagens agressivas, de baixo calão ou preconceituosas. Vamos manter uma blogosfera agradável.

Deixe o endereço do seu blog para que eu possa conhecer também!